PRATO DO DIA: a refeição dos cuidados digitais

Notícies

Da mesa para a web: site reúne dicas de cuidados digitais a partir da rotina alimentar
Mobilizadas pelo desejo de compartilhar as reflexões e as alternativas para a construção de práticas mais saudáveis no uso das tecnologias, a Rede Transfeminista de Cuidados Digitais lança no mês de agosto o
website "Prato do dia: a refeição dos cuidados digitais". O lançamento será no próximo dia 28/08, às 15h, durante live com feministas que atuam na área da alimentação e da tecnologia. Com o objetivo de deixar acessível informações sobre cuidados digitais para pessoas iniciantes, o website também é um convite para transformar nossa relação com os meios digitais, visando que essa conexão seja realizada como um ato político, repleto de consciência crítica, de hábitos e escolhas que permitam cuidar da nossa saúde.

O site inova por fazer uma associação entre a soberania alimentar e a soberania digital, demostrando que ambas possuem dimensões políticas, de afetos e potências para trazer autonomia e justiça às suas usuárias. Construído por meio de um olhar feminista e inclusivo, o Prato do Dia comprova como nossa ligação com a alimentação e os cuidados digitais podem (e devem) ser diários, prazerosos, seguros, conscientes e reconfortantes.

Construído como se fosse um menu de restaurante com comida caseira e afetuosa, o site possibilita que todes utilizem e se sirvam de informações sobre cuidados digitais com o PF vegano ou o PF com carne. Intuitivo e de fácil navegação, o Prato do Dia se preocupa desde a higienização das mãos, com a valorização dos alimentos orgânicos, com as saladas, os temperos e até sobremesa, uma forma leve para fazer um paralelo às configurações de privacidade das nossas redes sociais, segurança dos nossos dados, a criação de senhas fortes, na garantia do direito à privacidade, da nossa autonomia e, sobretudo, no direito de fazermos escolhas, que podem ir muito além do que as grandes empresas de tecnologia nos oferecem e muitas vezes nos condicionam.

Além disso, a ideia do website é servir as produções de qualidade e confiança sobre cuidados digitais feitas por pessoas e grupos do Brasil e do mundo, para dar visibilidade aos materiais que já estão disponibilizados para nossa degustação, organizados de forma convidativa no menu digital. Reforçando que existem muitas semelhanças entre a alimentação e o uso das tecnologias e que a revolução dos cuidados pode começar no prato e chegar até nossos celulares e computadores.

Para celebrar e divulgar o lançamento do site a Rede Transfeminista de Cuidados Digitais realizará no dia 28 de Agosto, às 15 horas (horário de Brasília), a Live “Mesa posta: alimentação e cuidados digitais no cardápio do dia” pelo canal do Youtube das parceiras MariaLab e Coding Rights.O evento contará com a participação de convidadas e parceiras que dialogam sobre segurança alimentar e segurança digital dentro de suas lutas feministas para fortalecer o vínculo dessas duas pautas que possuem muitas interseções.

Convidadas:
Luara Dal Chiavon - militante do MST e membro da Brigada de Audiovisual Eduardo Coutinho
Natália Lobo - agroecóloga e integrante da Sempreviva Organização Feminista (SOF)
Steffania Paola - co-fundadora da servidora feminista Cl4ndestina, parte da Rede Transfeminista de
Cuidados Digitais e da rede latinoamericana Ciberseguras
Bianca Kremer - Doutora em Direito pela PUC Rio e Fellow na Coding Rights.

Sobre a Rede Transfeminista de Cuidados Digitais:
Somos uma rede composta por organizações e mulheres que atuam no campo do ativismo, direitos digitais e cuidados integrais, com diferentes formações e múltiplas experiencias e acúmulos de atuação. Temos um amplo alcance entre as mulheres e grupos/coletivos de direitos LGBTQIA, comunidades tradicionais e movimentos sociais em nosso país, incluindo as cinco grandes regiões do Brasil. Como uma rede, um de nossos principais focos é o fortalecimento das relações os muitos grupos que assessoramos e apoiamos. Portanto, acreditamos que à medida que nossa rede cresce e se torna mais robusta, ampliamos nosso alcance e compartilhamos conhecimentos, experiências e expertise com coletivos de nossa rede expandida.
Nossa rede é atualmente uma referência no Brasil quando se trata de atendimento digital para mulheres e coletivos de direitos LGBTQIA+. Nossas abordagens e metodologias são baseadas na descolonização e em teorias feministas interseccionais e práticas não-normativas. Entendemos o cuidado como holístico e processual, e não focalizamos apenas em tecnologias e ferramentas, mas também no cuidado psicológico e social de Defensores dos Direitos Humanos e da Terra. Defendemos uma Internet como um espaço livre e igualitário, que pode garantir pluralidade e acesso para diferentes vozes e lutas. Nossa principal missão é fortalecer e apoiar o trabalho de Defensores dos Direitos Humanos e da Terra, specialmente daqueles que pertencem às maiorias silenciadas (este conceito foi criado por Lélia Gonzales e refere-se aos negros, LGBTQIA+, representantes de comunidades tradicionais como os indígenas, população ribeirinha e remanescentes de fugitivos da escravidão). Focamos nas relações interpessoais e afetivas para melhor proporcionar cuidados integrais e proteção digital.

Para mais informações: cuidadosdigitais [arroba] protonmail.com